COC Santa Catarina
7 de junho de 2019
Categorias Sem categoria

Erros de português que você não pode cometer de forma alguma

Tanto na comunicação verbal quanto na escrita, os brasileiros comumente cometem uma série de erros de português. Seja por falta de conhecimento da regra ou simplesmente pela falta do hábito de ler – importantíssimo para que a pessoa se familiarize naturalmente com a norma culta do nosso idioma –, existe uma série de erros de português cometidos todos os dias por muita gente.

Embora muitos erros tenham sido naturalizados por grande parte da população, bons estudantes e profissionais devem sempre escrever e falar corretamente; usar o português de maneira correta agrega muito na apresentação pessoal, facilita a comunicação, e, naturalmente, agrega muito em processos seletivos e na vida profissional.

Todos os erros devem ser evitados; no entanto, selecionamos, neste artigo, alguns erros que você não pode cometer de jeito algum! Observe a sua linguagem, e, caso esteja cometendo alguns desses erros de português, trabalhe para melhorar o quanto antes. Vamos lá!

1 – MAL / MAU

Um dos erros mais comuns cometidos pelo brasileiro, a confusão entre “mal” e “mau” pode ser facilmente resolvida com um pouco de atenção. A palavra “Mal” é o oposto de “bem”, enquanto que “mau” é o oposto de “bom”. Se com “bem” e “bom” não costumamos nos confundir, basta trocar “mal” ou “mau” pelo seu oposto e ver o que fica bem na frase.

Por exemplo: “ele é um homem mau” não poderia ser escrito com “mal”, visto que o oposto é “ele é um homem bom”, e não “bem”. Da mesma forma, dizer “estou passando mal” pede naturalmente o “mal”, pois seu oposto é “estou passando bem”, e não “bom”.

2 – NÃO USAR ACENTO CIRCUNFLEXO NO PLURAL DE “VEM” E “TEM”

Muito comum na escrita, este erro de português é clássico. Os verbos “vir” e “ter”, conjugados na terceira pessoa do presente do indicativo, são “vem” e “tem”… no singular! Quando se trata da terceira pessoa do plural, acrescentam-se acentos circunflexos nas duas formas.

Assim, “ele vem mais tarde” no plural vira “eles vêm mais tarde”, e “ela tem muito dinheiro” no plural é “elas têm muito dinheiro”. Atenção para este detalhe simples!

3 – “EU” E “MIM”

Também é muito comum atrapalhar “eu” e “mim” e cometer erros de português que já ficaram corriqueiros. As duas palavras são pronomes pessoais e se referem à mesma pessoa (1ª pessoa, “eu”), mas “eu” está no caso reto, e “mim”, no oblíquo, o que acarreta algumas diferenças.

A forma mais comum de erro é depois de preposições. Embora, na maioria dos casos, o correto seja usar sempre “mim”, há exceções, como nas preposições “entre” e “para”. Com ambas, deve-se usar “eu” na sequência desde que o que venha a seguir seja um verbo no infinitivo: “Ele pediu para eu fazer isso”, ou “Entre eu pagar caro ou deixar de comprar, prefiro não comprar”.

4 – USO DO PARTICÍPIO

“Impresso” ou “imprimido”? “Benzido” ou “bento”? “Pego” ou “pegado”? Existem muitos verbos, chamados verbos abundantes, que têm duas formas de particípio: a regular (“imprimido”, “benzido”, “pegado”, “extinguido”, etc) e a irregular (“impresso”, “bento”, “pego”, “extinto”, etc). Como acertar em qual forma usar e evitar erros de português?

Muito simples: quando formar par com os verbos “ter” e “haver”, o particípio deve ser usado na forma regular, e quando estiver junto aos verbos “ser” e “estar”, o particípio deve ser irregular. Vamos exemplificar com dois verbos.

O verbo “segurar”, por exemplo: “O jogador foi seguro pela camisa” está correto, assim como “Ele havia segurado o adversário pela camisa”. Com o verbo “imprimir”, vale o mesmo: “Eu havia imprimido o documento” está certo, tanto quanto “O relatório já está impresso”.

CONCLUSÃO

Cometer erros de português nunca é bom; devemos sempre ter a preocupação de evitá-los e aprender a usar corretamente o nosso idioma, que é riquíssimo e cheio de possibilidades. Entre os erros a serem evitados, foque nos mais evidentes e procure sempre melhorar o seu português através da leitura. Espero ter ajudado!

COC Santa Catarina
7 de junho de 2019
Categorias Sem categoria