COC Santa Catarina
9 de abril de 2019
Categorias Sem categoria

Hora H: O que cai no ENEM, afinal?

O Enem é a porta de entrada para o ensino superior. Saiba o que esperar na prova e já se prepare para realizá-la com sucesso!

O Exame Nacional do Ensino Médio, também chamado de Enem, é um projeto educacional, instituído desde o ano de 1998, cujo intuito é avaliar a qualidade do ensino e a absorção de conhecimentos do estudante saído do ensino médio brasileiro.

Atualmente, ele tem sido utilizado como uma ferramenta de análise e avaliação, ajudando que esses mesmos estudantes alcancem uma vaga em universidades associadas ao Governo Federal. Dessa forma, ele atua como um parceiro no crescimento desses estudantes, que saem do ensino médio e, consequentemente, se tornam universitários.

Por isso, hoje, o Enem é visto como uma das provas mais importante para aqueles que buscam a entrada no ensino superior. Isso porque, com a efetiva nota alcançada nessa avaliação, é possível solicitar vagas em universidades. Sendo assim, é fácil compreender o porquê de tantos estudantes ficarem ansiosos para a divulgação das datas de prova.

Além disso, o conteúdo exigido na avaliação é bastante amplo. Ele compila dados sobre as matérias ensinadas no ensino médio, medindo a qualificação do estudante e, consequentemente, determinando quais são aptos ao ensino superior. E isso, sem dúvida, deixa os participantes bastante apavorados sobre o que irá “cair” na prova.

Para ajudar essas pessoas, preparamos esse conteúdo. Com uma análise direta, falaremos sobre quais são os assuntos mais pedidos nas provas do Enem. Dessa forma, é possível planejar os estudos e, quando for o momento, alcançar uma boa pontuação no Enem. Acompanhe a leitura!

O que cai no Enem?

Efetivamente, a prova do Enem é dividida nas quatro áreas de conhecimento que são abrangidas durante todo o ensino médio. Sendo assim, é importante compreender que, dessas competências, o aluno deve estar atento aos conteúdos que mais são possíveis de serem cobrados nas provas.

Entenda melhor como funciona essa divisão por conhecimentos.

Linguagens e suas tecnologias

Nesse eixo do conhecimento, são exigidos conhecimentos sobre a Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (a ser definida pelo estudante qual será a sua preferência, podendo ser Inglês ou Espanhol), Artes e suas considerações, Educação Física e Tecnologias da Informação.

Matemática e suas tecnologias

São abrangidos os temas referentes à ciência exata da Matemática, com seus desdobramentos em ramos específicos, como equações e trigonometria, por exemplo.

Ciências da natureza e suas tecnologias

Nesse ramo, são exigidos os conhecimentos sobre as outras ciências exatas estudadas durante o ensino médio, como a Química e Física. Além delas, também são englobados temas relativos à Biologia, compondo, portanto, o que se chamam de Ciências da Natureza.

Ciências Humanas e tecnologias

O último eixo de matérias exigidas no Enem está relacionado ao desenvolvimento das relações humanas, sociais, filosóficas e físicas. Dessa forma, estão inseridos os elementos referentes à História, Geografia, Filosofia e Sociologia.

Como são analisados esses conteúdos?

Efetivamente, a prova do Enem é composta por perguntas de múltipla escolha, com apenas uma alternativa correta, e uma redação, que, costumeiramente, apresenta temas de discussão cotidiana, que levam o estudante a desenvolver um pensamento crítico em sua dissertação.

Os corretores do Enem fazem a análise dos resultados baseados em eixos cognitivos, que os ajudam a compreender o raciocínio lógico e o pensamento do estudante. Sendo assim, eles se baseiam nos seguintes fatores:

  1. Domínio de linguagens: a capacidade do aluno de dominar a norma culta da Língua Portuguesa, empregando suas regras. Além dessa, também há a especificidade que envolve a língua estrangeira;
  1. Compreensão de fenômenos: a partir do pensamento conexo entre várias áreas, espera-se que o aluno consiga determinar a relação entre fenômenos, de modo a compreendê-los com maior facilidade (por exemplo, processos histórico-geográficos);
  1. Situações problema: avalia-se como o estudante é capaz de se organizar, interpretar e relacionar informações, de modo a tomar decisões e resolver as situações problema que aparecem nas questões da prova;
  1. Argumentação: a partir de seu conhecimento, como o aluno consegue impor seus argumentos, de modo a defendê-los e construir uma discussão consistente;
  1. Promover propostas viáveis: de acordo com a sua vivência e relacionando com o conteúdo aprendido, como o aluno consegue propor modificações que são viáveis à sociedade, a fim de modificá-la para melhor.

Perceba que a prova do Enem é, acima de tudo, uma análise social, que une elementos teóricos. Sua vertente, costumeiramente, é estimular o pensamento crítico do estudante. Afinal, além de estar possibilitando seu crescimento profissional, é função da escola formar cidadãos e, dentro dessa premissa, o Enem tem buscado fazer sua parte.

Prepare-se para a prova lendo muito, principalmente sobre temas da atualidade. Procure, sempre, relacionar os acontecimentos atuais com elementos do passado e tente traçar possíveis desdobramentos. Assim, você estará enxergando tudo com a visão que o Enem mais busca em seus participantes. Boa prova e sucesso!

COC Santa Catarina
9 de abril de 2019
Categorias Sem categoria