COC Santa Catarina
1 de abril de 2019
Categorias Sem categoria

5 dicas para você não errar mais o uso da vírgula

A vírgula é um sinal de pontuação que é, muitas vezes, sonegado em frases e orações. Porém, sua ausência ou, até mesmo, exagero pode alterar completamente o sentidos das frases. Pensando nisso, criamos um guia com 5 dicas para você não errar mais o uso da vírgula. Antes de começar com as dicas, vamos conhecer na prática a importância do uso adequado da vírgula.

A vírgula pode ser usada adequadamente ou inadequadamente, de acordo com o padrão da língua portuguesa. Podemos ter a mesma frase com vírgulas, em posições diferentes, e isso resultar em diferentes sentidos, como veremos a seguir:

A presença da vírgula pode expressar uma ideia oposta

Não queremos aprender!

Não, queremos aprender!

Pode restringir a ação para um sujeito

Isso somente ela resolve.

Isso, somente, ela resolve.

Agora que podes perceber a importância da vírgula, vamos para algumas dicas para evitar o uso inadequado da vírgula. Assim, vamos listar e explicar cada dica brevemente. Confira!

1 – Uso da vírgula para realizar listagens

Sempre que a informação pode ser apresentada em forma de lista, você pode usar a vírgula para escrever a lista dentro de um texto. Um exemplo é:

O almoço do dia é:

  • Arroz;
  • Feijão;
  • Salada;

Reescrevendo com o uso da vírgula fica:

O almoço do dia é arroz, feijão, salada e strogonoff.

Sempre for escrever uma lista, seja ela de nomes, objetos ou ações, é possível usar a vírgula para separar cada item no texto. Além disso, como regra geral, não se utiliza a vírgula antes do último item da listagem, que no caso foi strogonoff.

2 – Uso da vírgula para separar modo, lugar e tempo

Quando a indicação do tempo, modo ou lugar estiver deslocada para o início da frase, deve ser utilizada a vírgula. Isso quer dizer, em outras palavras, que se o adjunto adverbial está deslocado, deve ser utilizada vírgula para separá-lo.

Adjunto adverbial é um termo que indica uma circunstância de tempo, modo, lugar, causa, finalidade, entre outros. Veja alguns exemplos de adjunto adverbiais.

Tempo: Amanhã, hoje, à noite.

Modo: De modo geral, felizmente, tranquilamente.

Lugar: Aqui, lá fora, naquela praça.

Exemplos do uso da vírgula

Hoje, todos aprendem a usar a vírgula.

Felizmente, conseguimos superar a dificuldade.

Naquela biblioteca, estudamos muito.

3 – Sempre que a explicação estiver no meio da frase, antes do verbo, use vírgulas.

Explicações, quando não estão deslocadas, estão sempre após o verbo. Porém, caso seja preciso, para dar ênfase na explicação em si, ela pode ser deslocada. Veja alguns exemplos:

Júlio e Maria não devem brigar porque são amigos.

Júlio e Maria, que são amigos, não devem brigar.

4 – A vírgula deve ser utilizada para separar orações independentes

Entenda por orações independentes orações que não precisam estar juntas para ter um sentido. Confira um exemplo:

Eu estudo. Eu trabalho. Eu durmo.

São 3 orações independentes e, juntando tudo em uma única frase, fica:

Eu estudo, trabalho e durmo.

Outros exemplos:

Eu gosto de doce, mas não posso comer muito.

Nós bebemos água, comemos bolo e fomos à aula.

5 – A vírgula não pode separar sujeito e predicado

Sujeito é com quem o verbo está relacionado. Predicado é tudo que está relacionado ao sujeito. Veja exemplos na prática de usos adequados e inadequados.

Usos inadequados

Maria, comeu todo bolo.

João, Alice e Mariana, estudaram muito.

Usos adequados

Maria comeu todo bolo.

João, Alice e Mariana estudaram muito.

Com as 5 dicas anteriores, você já consegue utilizar a vírgula conforme as normas da língua portuguesa na maioria dos casos. Existem ainda regras mais específicas que não foram citadas para a leitura não ficar demasiadamente cansativa, mas você pode deixar a sua dica nos comentários.

COC Santa Catarina
1 de abril de 2019
Categorias Sem categoria