COC Santa Catarina
3 de fevereiro de 2019
Categorias Sem categoria

Por que estimular seu filho a aprender uma nova língua?

A resposta para essa pergunta parece bem fácil e prática: para ele poder ter maior competitividade no mercado de trabalho quando adulto!

Sim, essa é uma das respostas, mas está longe de ser a única!

Muito além da competitividade no mercado de trabalho, seu filho tem outros muitos benefícios em aprender uma segunda, ou até terceira língua, e o quanto mais cedo melhor.

Nos primeiros anos de vida, o cérebro da criança está mais suscetível a qualquer tipo de aprendizado, podendo ser moldada, nesta fase, sua percepção de mundo. Portanto, a criança tem mais facilidade em assimilar conhecimento e, com isso, mais capacidade de argumentação e raciocínio.

Ao aprender um novo idioma, ela eleva um pouco mais essa capacidade cerebral, fazendo com que seu universo se expanda ainda um pouco mais. É como se ela exercitasse um pouco mais o cérebro no quesito aprendizado, estimulando-o para além dos novos idiomas, estendendo essa capacidade a outras áreas do aprendizado.

As milhares de conexões neurológicas que se formam neste período ajudam muito no aprendizado, tendo desta forma a criança maior facilidade no aprendizado em se comparando com adolescentes ou adultos.

Além do que adultos e adolescentes já tem uma vida social ativa, ocupando parte de seu raciocínio lógico com questões sociais que não são do aprendizado, mas da convivência sócio cultural.

Obviamente, então, se ele aprender outro idioma logo cedo, isso irá fazer com que ele não precise ter maiores dificuldades em outra época da vida, pois já domina perfeitamente outros idiomas, e pode se ater a outras áreas do conhecimento.

Existe também o fato de que hoje estamos vivendo uma globalização, onde crianças e jovens do mundo todo se comunicam, através de vídeos, redes sociais, games, etc., aprender outra língua é essencial para essa comunicação.

A criança que não sabe se comunicar em outros idiomas aproveitará menos as oportunidades de diálogo com outras crianças, através dos jogos, principalmente. Esse pode ser um fator diferencial no desenvolvimento linguístico.

A criança também está, ainda, desenvolvendo a fala e o raciocínio, portanto ainda não tem os vícios de linguagem de quem já domina perfeitamente essas áreas, ficando, desta forma, bem mais fácil assimilar outra linguagem, e aprender dois ou mais idiomas juntos.

Quando já se sabe perfeitamente o idioma, tende-se a traduzir o que se ouve, por exemplo, ao ouvir a palavra “apple” nosso cérebro primeiro traduz ela para maçã, e somente depois disso visualizamos uma maçã, na cabeça de uma criança ainda em desenvolvimento de linguagem, ao ouvir a palavra “apple” ela vai diretamente visualizar a maçã.

A criança que aprende outro idioma desde cedo tem maior capacidade de fluência, isso é, sem os sotaques característicos da língua primária. A escrita também pode ser mais precisa, pois ela aprende os sons de acordo com as sílabas representadas.

Agora sim, falaremos um pouco dele: o mercado de trabalho.

Como já é muito sabido, hoje, quem fala dois ou mais idiomas tem maior vantagem no mercado de trabalho, tanto dentro do país de origem como o mercado exterior.

Muitos jovens que fazem faculdade, hoje, almejam e já se preparam para trabalhar não só no país de origem, mas em qualquer outra parte do mundo em que sua profissão se faz atuante.

Aqueles que são crianças hoje encontrarão um mundo muito mais amplo nesse sentido, muito mais integrado.

Portanto para fazer parte deste novo mundo, terão necessariamente que saber outros idiomas, e aqueles que conseguiram aprender desde cedo, como descrito acima, estarão em grande vantagem.

COC Santa Catarina
3 de fevereiro de 2019
Categorias Sem categoria